Como utilizar as técnicas de Brainstorming e Diagrama de Ishikawa integradas?

Ideias organizadas são um passo muito importante para quem está em busca de resolver problemas ou melhorar os produtos e processos. A utilização integrada da técnica de geração de ideias – brainstorming – com a técnica de categorizar as causas do efeito indesejado – diagrama de Ishikawa – vem ajudando as organizações no mundo todo.

Brainstorming, popularmente conhecido como “tempestade de ideias” ou ainda “toró de parpite”, é uma técnica que estimula as pessoas a compartilharem suas ideias à respeito do tema discutido. Talvez, em 1943, Kaoru Ishikawa estivesse trocando opiniões com amigos enquanto comia peixe e um espinho tenha trancado na sua garganta. E, quem sabe, nesse momento, ao retirar o espinho e lembrar do peixe tenha tido a ideia do diagrama de Espinha de Peixe ou ainda o diagrama de Ishikawa.

Brainstorming

Foi originalmente desenvolvida por Osborn em 1938. O clima de envolvimento e motivação gerado no brainstorming deve assegurar a contribuição espontânea de todos os participantes. Basicamente o processo pode ser de duas formas:

  • Estruturado: Todas as pessoas do grupo devem dar uma ideia a cada rodada ou “passar” até que chegue sua próxima vez. A dica aqui é cuidar para que os tímidos não se sintam pressionados.
  • Não-estruturado: Os membros do grupo simplesmente dão as ideias conforme elas surgem em suas mentes. A sugestão é não deixar os mais desinibidos dominarem esse formato mais relaxado.

Diagrama de Ishikawa

O Diagrama de Ishikawa é um gráfico cuja finalidade é organizar o raciocínio em discussões de um problema prioritário, em processos diversos, especialmente na produção industrial. É uma das mais importantes ferramentas de gestão existentes.

Estrutura do diagrama da espinha de peixe

Na cabeça do peixe elencamos o problema a ser solucionado. Esse efeito indesejado pode ter uma ou mais causas. Assim, as causas são separadas nos famosos 6M’s (Método, Medida, Máquina, Matéria-prima, Mão de obra e Meio ambiente).

exemplo de integração Ishikawa com Brainstorming
Clique na imagem para ampliar.

Nossa intenção aqui é facilitar o uso da ferramenta. Dessa forma, perceba que na caixa “Problema” já colocamos alguns exemplos mais tradicionais de problemas industriais. E em cada caixa dos “6M’s” internamente colocamos exemplos tradicionais de causas e no lado de fora uma rápida explicação do seu significado.

Obviamente que cada empresa tem suas particularidades e no exemplo não abrangemos a totalidade de causas e efeitos. Mas, nossas pesquisas indicam que são realidades industriais expressivas. Além disso, pode lhe inspirar nas construções do diagrama.

Elaborando a sessão de Brainstorming + Ishikawa

Para elaborar essas técnicas em conjunto, sugere-se ao coordenador da sessão os seguintes passos:

  1. Defina claramente o problema com base em dados atuais e histórico;
  2. Monte uma equipe multidisciplinar para ter diversos pontos de vista sobre a questão em análise;
  3. Promova um clima amistoso para que todos se sintam confortáveis em compartilhar suas ideias;
  4. Insira as ideias dos participantes na caixa correspondente;
  5. Ordene em consenso com o grupo as causas mais potencias para o aparecimento do problema.

Dicas

  1. Lembre-se que esse não é o momento de julgar nenhuma das ideia;
  2. Não perca tempo se tiver dúvida em qual caixa (M’s) deve ser inserida a ideia da causa. Escolha uma e pronto, isso não é o mais relevante;
  3. Identifique as ideias com letras (por ex. a. b. c.). Isso irá lhe auxiliar na hora de se referir a cada uma delas quando for utilizar outras técnicas (spoiler alert dos próximos posts!) como o 5Porquês integrado.
  4. Se sentir necessidade, fique bem tranquilo em mudar o nome da caixa, não precisa nem começar com “M”. Essa técnica é utiliza em outras áreas com nomes mais adequados a realidade;
  5. Após esse momento, utilize a técnica dos 5 Porquês para chegar na(s) causa(s) raiz(es);
  6. Faça um plano de ação para eliminar definitivamente o problema.

Bônus

  • Clique aqui e baixe agora uma planilha das duas técnicas integradas;
  • Caso necessite de um método completo para solução de problemas, utilize gratuitamente a plataforma Télios criando o seu login aqui.

Sobre o autor

Carlo Rossano Manica é Engenheiro de Produção, Msc Inovação UFRGS, +20 anos de experiência profissional e acadêmica em tecnologia e inovação, gestão de projetos, produção e manutenção, além de três especializações em negócios. Atualmente é CEO na Télios, professor de engenharia de produção no IPA.

Leave a comment

Hey, so you decided to leave a comment! That's great. Just fill in the required fields and hit submit. Note that your comment will need to be reviewed before its published.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE