5 Porquês casado com o Ishikawa

Aposto que você já se sentiu emparedado com uma criança perguntando várias vezes “por quê?”. E lá pelo terceiro ou quarto porquê começa a ficar difícil encontrar uma saída sem mentir e ao mesmo tempo sem tirar a inocência da criança. Quem sabe, com esse embasamento, a Toyota tenha desenvolvido a técnica dos 5 Porquês. E assim, trilhado o caminho para aprofundar a causa raiz dos problemas.

Nesse post trataremos prioritariamente sobre a técnica dos 5 Porquês e a sua vinculação com a técnica do Diagrama de Ishikawa. Para aprofundar o conhecimento sobre o Diagrama, integrado com o brainstorming, clique aqui.

5 Porquês – O que é?

É uma técnica é muito simples, e ao mesmo tempo poderosa, para ajudar a descobrir a verdadeira causa dos eventos indesejados. Pense na criança acima perguntando várias e várias vezes “por quê?”. Mesmo parecendo cansativo, a repetição das perguntas nos leva a entender o problema com mais clareza.

Por que aprofundar a causa dos problemas?

Vamos colocar como exemplo a seguida falta de energia elétrica em uma residência. A família toda está em casa e novamente falta energia. O que o pai faz é ir até a entrada de energia e religar o disjuntor geral. No outro dia acontece novamente bem no meio da novela e a mulher manda ele ir religar urgentemente.

CheGambiarra disjuntor - 5 Porquêsgando ao trabalho um amigo “experiente” diz para ele colocar um ventilador para resfriar o disjuntor para ele não “cair” mais.

No outro dia ele retorna ao trabalho e conta ao amigo que a ideia deu certo, e não houve mais a queda de energia.

Entretanto, a próxima noite foi muito quente e o disjuntor caiu novamente.

Foi quando ele acionou o vizinho para dar um jeito no disjuntor.

A Gambiarra disjuntor - 5 Porquês“solução” foi prendê-lo bem firme para que não desarme novamente. Vários dias passaram e a casa continuava sem interrupções de energia.

Fogo cozinha - 5 Porquês

Porém, uma noite a mulher começa a gritar da cozinha “fogo, fogo!!!”. A perícia dos bombeiros constatou que a causa do fogo, foi a gambiarra feita no disjuntor. O bombeiro informa a família que o trabalho do disjuntor é desarmar quando o sistema entra em sobrecarga. Ou seja, não era ele o culpado já que estava fazendo o seu trabalho adequadamente. Agora, além do problema de falta de energia, ficou com o prejuízo da cozinha.

Então de quem é a culpa?

É muito fácil achar um culpado. Aqui podemos dizer de cara que é do vizinho, pois o problemão veio depois da ação dele. Ele atacou o efeito – disjuntor desarmado –  e não a causa raiz. Todavia, não devemos caçar as bruxas. Temos que pensar sempre na falha do processo.

Por que casar com o Ishikawa?

O diagrama de Ishikawa, advindo da tempestade de ideias (brainstorming), nos permite ter uma visão mais abrangente do problema. Já o 5 Porquês permite entrar mais a fundo na raiz do problema. Dessa forma é aconselhável fazer uso das técnicas integradas.

Colocando a família para pensar, montaram o seguinte diagrama de Ishikawa:

Exemplo de Ishikawa casado com 5 Porquês

O diagrama de espinha de peixe ajuda você a explorar todas as causas potenciais ou reais que resultam em um único defeito ou falha. Uma vez que todas as entradas são estabelecidas na espinha de peixe, você pode usar a técnica de 5 Porquês para detalhar as causas raiz.

Colocando em prática o 5 Porquês

O pessoal votou e selecionou como causa válida do Ishikawadisjuntor desarma”:

Exemplo de 5 Porquês casado com Ishikawa

Apesar do nome ser 5 Porquês, nem sempre é necessário fazer exatamente as 5 perguntas. Faça quantas perguntas forem necessárias para identificar a causa raiz.  

Nesse nosso exemplo, verificamos que a causa raiz não é o disjuntor, mas sim porque a família cresceu e ligam todos equipamentos velhos ao mesmo tempo. O que justifica o excesso de corrente elétrica do sistema.

Para se sentir mais seguro se a técnica foi utilizada adequadamente, você pode fazer a contraprova. Basta pegar a última resposta, e voltar perguntando – portanto – para cada resposta, até a chegar na primeira. Exemplificando:

Contra prova dos 5 Porquês

Dicas

  1. Caso o problema tenha mais de uma causa válida, realize outras etapas dos 5 Porquês.
  2. Baixe aqui uma planilha padronizada com as duas técnicas integradas;
  3. Identificada a causa raiz é momento de trabalhar nas contramedidas. Nesse caso, podemos sugerir para a família:
  • não ligar em conjunto os equipamentos com maior consumo de energia, como chuveiros elétricos, ar condicionado, etc.;
  • fazer manutenção nos equipamentos para que reduzam o consumo, como trocar a borracha da geladeira;
  • substituir por equipamentos mais modernos que consumam menos energia, como ducha eletrônica, ar condicionados inverter, etc.;
  • aumentar a capacidade do sistema elétrico;
  • todas as alternativas anteriores.

Resumindo

Claro que aqui exercitamos um exemplo hipotético que todo mundo conhece. Porém, a lógica é exatamente a mesma para a realidade das organizações. Estamos todos assoberbados de atividades profissionais, e assim necessitamos tomar ações imediatas para conter os problemas. A questão é que se não eliminarmos a causa raiz dos problemas, eles voltarão a acontecer. E aí perdemos mais tempo contendo o mesmo problema diversas vezes.

Então, para problemas representativos, utilize a técnica dos 5 Porquês. Caso sinta a necessidade, integre-o com o Brainstorming no Ishikawa. Assim, com 95% de certeza chegarás na causa raiz. E caso queira aprofundar mais o conhecimento sobre métodos para resolução de problemas clique aqui.

Referências:

https://www.lean.org.br/artigos/195/cinco-porques.aspx
https://www.mindtools.com/pages/article/newTMC_5W.htm
http://www.educational-business-articles.com/5-whys/

Sobre o autor

Carlo Rossano Manica é Engenheiro de Produção, Msc Inovação UFRGS, +20 anos de experiência profissional e acadêmica em tecnologia e inovação, gestão de projetos, produção e manutenção, além de três especializações em negócios. Atualmente é CEO na Télios, professor de engenharia de produção no IPA.

 

Comments / 6
    • (Edit) Responder

    Caro Marco,

    Parabéns pela planilha, muito boa, será de grande utilidade para mim, entretanto quando altero as causa para um novo problema a planilha dos 5 porques se perde completamente não aparecendo mais todas as causas no combo, poderia me auxiliar?

    • Olá Carlos, claro! Lhe encaminhei alguns e-mails mas sem retorno. Tentarei novamente contato.

    • (Edit) Responder

    Boa noite.
    Gostei da planilha de analise dos 5 pqs.
    Gostaria de saber se voce tem uma planilha que va armazenando as analises com as causas raiz, para ter um banco de dados com estas analises para pesquisa posterior.
    Que funcione como um banco de dados mesmo que possa ter um numero sequencial e toda a analise de cada causa.

    • Olá Nilson, que bom que a planilha dos 5PQs teve a sua aprovação. A sua demanda com relação as Análises de Causa Raiz (ACRs) podes solucionar com a nossa plataforma (telios.eng.br). Há uma versão gratuita também, seguramente soluciona sua dificuldade e ainda gerencia os planos de ações e atualiza indicadores automaticamente.

    • (Edit) Responder

    E aí pessoal?
    Uma situação rotineira em uma residência que demonstra a realidade de que a análise mal feita não elimina a causa, ocasionando uma ocupação desnecessária dos envolvidos e o pior, voltar a ocorrer até situações piores.
    Excelente exemplo, simples, objetivo e convicente

    • Grato Sérgio! E se transpormos para o dia a dia das indústrias, concorda que haverão muitos casos de semelhantes? Contamos com o apoio de profissionais como você na para patrocinar uma postura de melhoria contínua! Um abraço

Leave a comment

Hey, so you decided to leave a comment! That's great. Just fill in the required fields and hit submit. Note that your comment will need to be reviewed before its published.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE